Comparação entre empresas. O terror dos agentes de marketing multinível.

Todo mundo gosta da comunicação via internet ao invés das cartas escritas, do celular ao invés do orelhão, do fax ou telex, do automóvel ao invés do andar a pé ou a cavalo, do cartão de crédito ou débito ao invés da fila do banco, do controle remoto ao invés do levantar e sentar, da ração do cachorro ao invés do preparo diário da comida comum, do tablete ou notebook ao invés do pc, da lâmpada ao invés do lampião etc; mas quando chega na área do dinheiro, condenam o ganho mais fácil, embora eu tenha as minhas dúvidas se o que falam seja o que sentem.

Comparar empresas pode servir para os profissionais trabalharem mais em suas empresas e blindar seus seguidores. Quando o seguidor está começando, ainda está entusiasmado, e aí, nada deve acontecer; mas se ele já está há algum tempo, e o dinheiro ganho não corresponde ao esforço, uma comparação pode fazer mudar o rumo das coisas. E o pior é que uma pessoa insatisfeita tem uma energia incrível para falar mal e tentar atrair os novatos; energia que deveria ter sido usada para ter sucesso.

De qualquer forma, para se ter sucesso em qualquer empresa, deve-se focar nos pontos positivos, pois só os positivos dão dinheiro.

Quando dirigimos, mantemos a atenção à frente, mas nossos sensores nos avisam sobre fatos nas laterais que nos incitam a ser mais cuidadosos. Da mesma forma, devemos saber o que outras empresa estão fazendo para sermos previdentes.

Uma comparação nunca diz qual é a empresa melhor, porque isso depende do perfil de cada pessoa que analisa. Por exemplo, se por hipótese a melhor empresa fosse uma que comercializa perfumes, mas a pessoa gosta mais de nutrição, a comparação serve apenas para ativar ideias para melhorar o que a pessoa já faz.

Existe um aspecto importante nas comparações que é o seguinte: imagine que uma pessoa ame determinada empresa, por causa dos produtos, das pessoas, do glamour etc, mas por mais que se esforce, não ganha dinheiro. O que ela pode fazer? Envolver-se por um tempo com algo de retorno mais previsível e depois, com mais dinheiro no bolso, dedicar-se a empresa anterior.

A minha vontade, no parágrafo anterior, era dizer “retorno mais fácil” no lugar de “retorno mais previsível”, mas pensei nos tradicionalistas de plantão me criticando. O mais estranho da vida e que todo mundo deseja algo que seja mais fácil, mas quando nos deparamos com o marketing multinível, os grandes líderes enfatizam o trabalho duro.

Ao clicar no botão abaixo, você será direcionado para uma comparação “secreta” entre as empresas de marketing multinível.

ASSUNTOS RELACIONADOS
 
Anúncios

Sobre Celso Silva

Meu nome é Celso Silva; nasci no Rio de Janeiro, em 24 de fevereiro de 1950. Aos 17 anos ingressei na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas, São Paulo, e após 3 anos, fui para a Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende, Rio de Janeiro, formando-me em dezembro de 1973. Segui a carreira militar, passando para a reserva como coronel.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s