Coisas que fazem alguém se dar mal em negócios de marketing multinível

Essas informações são úteis para as pessoas que entraram em uma empresa de marketing multinível e querem ter sucesso, fazendo tudo que deve ser feito desde o primeiro momento. Pessoas que esperam o sucesso cair do céu não devem ler esse artigo.

Para que um maior número de pessoas tenha sucesso com o marketing multinível é necessário, além da vontade, alguns ingredientes que tiram dessa atividade aquela aparência de coisa do outro mundo, que só serve para os grandes, os vencedores, os rinocerontes, as águias etc.

Não há uma razão lógica para as empresas montarem negócios apenas para quem já tem uma boa situação financeira, tenha uma boa família, more em local melhor etc, excluindo a maioria da população do grupo de realizadores de sonhos.

Vejamos alguns aspectos que podem dificultar a vida de um pretendente a profissional de marketing multinível:

1. Falta de um site oficial da empresa voltado apenas para o recrutamento

O boca-a-boca sempre foi e será uma das fontes de contato mais poderosa, e deve ser usada.  Porém, dentro daquela ideia de facilitar a vida do profissional, faz muito bem ter um site para ser informado aos candidatos ou prospectos. É preciso que seja um site em que o produto não seja a estrela da apresentação, e sim, os ganhos.

Há muitos anos, isso está sendo feito, mas os profissionais têm sido obrigados a fazerem, eles mesmos, seus próprios sites, o que muitas vezes contraria regras comerciais. É admissível até existir um site particular que funcione como referência ou página de captura, mas que leve o prospecto para um site oficial da empresa, onde, além de informações sobre o marketing multinível, encontram-se depoimentos e o local para o cadastro. E após o cadastro, a pessoa deve receber, de imediato, o seu próprio site personalizado.

Isso mostraria um lado profissional muito valoroso que aumentaria a confiança dos novos profissionais.

Veja um exemplo de uma empresa que se preocupou com esse aspecto:

Site corporativo da empresa – www.akmosclube.com.br

Site de recrutamento da mesma empresa – http://sistemaakmos.com.br/20554

2. Investimento inicial muito alto

Há muitas empresas em que o investimento inicial é muito alto, fazendo o prospecto pensar, mesmo que ele disponha do capital, que não conhece ninguém que possa entrar nessas empresas com um montante desse tamanho; aí, ele não entra, e vai montar uma lojinha de roupa, um bar, uma banca na feira, vender cachorro-quente etc. Assim, a quantidade de pessoas em condições de entrar nesse negócio é diminuída drasticamente.

A Akmos exige apenas 350 reais para a adesão e de 150 a 300 reais para a manutenção mensal. Qualquer pessoa pode arcar com esses valores e conhece muitas outras que podem fazer o mesmo.

3. Falta de salas de conferências na internet dirigida pela mais alta liderança

Não há motivo para uma empresa não utilizar a internet “de propósito”, como meio para alavancar seus negócios. As reuniões em hotéis e em auditórios não precisam ser descartadas, mas há pessoas com potencial que moram muito distante dos locais de reunião. Assim, se a empresa não puder organizar isso por causa do gigantismo, diferenças de idiomas e fusos horários, as lideranças do mais alto nível devem ser orientadas a montarem suas salas de conferências online, para que a mensagem chegue a muito mais pessoas em menos tempo.

A Akmos tem uma sala oficial para conferências online.

Para tirar todas as suas dúvidas ao vivo, participe das conferências online – http://www.sistemaakmos.com.br/conferencia/.

4. Configuração antiquada do plano de marketing

As novas empresas, como tudo que avança e se moderniza, estão criando planos de marketing (de compensação ou de ganhos) em que procuram eliminar as dificuldades existentes nas empresas mais antigas, facilitando, para aqueles que querem, chegar ao sucesso.

As configurações que estão fazendo mais sucesso são aquelas que limitam a quantidade de pessoas no primeiro nível da rede e permitem o derramamento ou transbordamento, aspectos inexistentes em empresas mais antigas.

5. Investimento muito alto para se manter ativo

Todas as empresas sérias de marketing multinível comercializam um produto ou um serviço. É preciso que os profissionais que as representam sejam os consumidores mais entusiastas. Assim sendo, é exigido que eles consumam uma quantidade de produtos por mês ou períodos semanais, para a pessoa ter direito aos benefícios integrais.

As empresas mais antigas exigem um consumo muito alto, de forma que é muito comum a pessoa iniciar e deixar de ser ativa logo no mês seguinte, interrompendo, por “duplicação” o fluxo dos produtos. Além disso, as pessoas tendem a querer se “livrarem” dos produtos para recuperar o capital rapidamente.

As empresas mais modernas, além de exigirem menos capital para o início do negócio, exigem muito menos para a pessoa se manter ativa. E nessas empresas, o profissional, além de precisar de muito menos tempo de trabalho por semana, pode dedicar mais de 90% do seu tempo recrutando novos distribuidores. Nas empresa mais antigas, o tempo destinado a vendas é muito alto, principalmente quando a pessoa inicia, porque ela precisa provar para ela mesma e para os seus contatos que o produto é fácil de se vender. Mas a grande verdade é que maioria dos produtos do marketing multinível não são fáceis de se vender, por causa da alta qualidade;  aí, a pessoa se cansa.

Na Akmos, para se manter ativa, a pessoa precisa apenas de adquirir uma pequena quantidade do produto da empresa. E dessa forma, não há necessidade de realizar vendas, apenas trocar os produtos das marcas que ela já usa pelos produtos da Akmos.

6. Lista quente fraca

Se a lista das pessoas conhecidas do novo profissional é fraca, ou seja, tem mais pessoas despreparadas do que pessoas prontas, ele precisa de um recurso que compense essa situação. Nas empresas mais antigas isso não é possível pois os profissionais que estão ganhando mais dinheiro não têm como ajudar os novos, porque é cada um por si.

As empresas mais novas resolveram isso por meio do derramamento ou transbordamento. Isso permite que os mais antigos coloquem pessoas na rede do iniciante; assim, no início, a pessoa nova pode cadastrar poucas pessoas, de 2 a 5, para ter seu resultado inicial, e recebe uma ajuda que aumenta os seus ganhos. Com os ganhos aumentados por meio do derramamento, a pessoa se fortalece e consegue maiores resultados.

A Akmos, além da excelente configuração do plano de marketing, tem um site que funciona como página de captura que, durante nove dias, envia mensagens para pessoas que ainda não estão prontas, até transformá-las em distribuidores. Executivo à Distância

Um anúncio que deu certo – http://celsohl.blogspot.com.br/2013/04/um-anuncio-que-deu-certo-gerou-uma-rede.html

Anúncios

Sobre Celso Silva

Meu nome é Celso Silva; nasci no Rio de Janeiro, em 24 de fevereiro de 1950. Aos 17 anos ingressei na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas, São Paulo, e após 3 anos, fui para a Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende, Rio de Janeiro, formando-me em dezembro de 1973. Segui a carreira militar, passando para a reserva como coronel.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Coisas que fazem alguém se dar mal em negócios de marketing multinível

  1. LEVI MACEDO disse:

    Então vc deve conhecer o maior profissional de MMN de Natal RN: Celso Diniz!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s