Passeando com a esposa

Andando no movimentado calçadão com minha esposa, meus olhos viram uma dessas desafortunadas pessoas tidas como maltrapilhas, andarilhas, encontradas em qualquer cidade….
Algumas pessoas olhavam curiosas, outras admiradas.
Havia inclusive quem imediatamente olhasse para o outro lado, como se de alguma forma pudessem ser contaminadas, contagiadas por aquela pessoa.

Recordando um amigo que sempre me orientava “cuide dos doentes, alimente os famintos e vista os despidos e esfarrapados”, fui movido por uma poderosa força interior e rapidamente fui alcançar a desafortunada pessoa.

Ela estava vestindo somente o que se pode descrever como trapos, farrapos mesmo, e carregando seu “tesouro” em duas sacolas de plástico… meu coração foi tocado pela condição precária desse ser humano desafortunado.

Sim, onde muitos só viam trapos, vi um ser humano de verdade!
Então, uma pequena voz dentro de minha cabeça ficou martelando… alcance essa criatura de Deus, fale com ela!!! Toque-a com brandura e ofereça ajuda!

Foi o que eu fiz.

Make your own banner at MyBannerMaker.com

E o que aconteceu?

Minha esposa não entendeu minhas boas intenções…

TÓPICOS RELACIONADOS

Como se vestir para repelir homens

Site para facilitar infidelidade começa a funcionar no país

Como chamar a atenção dos garotos

Mulher gosta de carinho e tem horror a barata

Como conquistar uma mulher

Última da Mulher Melancia.

Pérolas dos tribunais

Como arrumar um marido rico

Como se aproveitar bem de um homem

Mulher tem que ser obediente

Acordem, mulheres!

Ponto para as mulheres

Mulher diz que engravidou assistindo a um filme pornô 3D

Oração da Mulher Tarada

Como deixar seu homem louco

Anúncios

Sobre Celso Silva

Meu nome é Celso Silva; nasci no Rio de Janeiro, em 24 de fevereiro de 1950. Aos 17 anos ingressei na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas, São Paulo, e após 3 anos, fui para a Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende, Rio de Janeiro, formando-me em dezembro de 1973. Segui a carreira militar, passando para a reserva como coronel.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s