Novos mercados

Existem 3 mercados no Brasil que estão precisando de mais 1.500.000 profissionais para atenderem a toda necessidade da nossa população. Como o crescimento desse negócio tem sido nos últimos 3 anos mais ou menos de 20% ao ano, daqui a 10 anos, ultrapassaremos 250.000 de profissionais, considerando a quantidade atual. Como a população continuará aumentando, podemos afirmar que esses são mercados sem limites. Portanto, ainda estamos começando.

Como em tudo na vida, quem tem a informação em primeiro lugar tem mais chance de obter os maiores ganhos, caso se posicione do lado certo. Muitos ainda não fazem parte desse mercado porque ele é desconhecido para muitas pessoas, da mesma forma que há muitos negócios gigantescos no mundo que nós também não conhecemos, e eles são gerados a todo instante. Esse desconhecimento acontece porque muitos setores ricos das economias não alcançam nem 1% do mercado global. E como a divulgação inicial é sempre feita boca a boca, apenas uns poucos privilegiados ficam sabendo como tomar partido desde o início.

Os nossos mercados são pouco conhecidos, porque a maioria das pessoas não está procurando uma oportunidade, por não saber que ela existe, ou por não ter passado por um processo informativo e seletivo semelhante ao processo que passei há mais de 9 anos.

Os mercados nos quais estamos envolvidos são os do “Trabalho a partir de Casa”, do “Marketing pela Internet” e da “Indústria do Bem-Estar”.

As grandes empresas estão preferindo que seus profissionais mais importantes trabalhem em casa, porque rendem mais e os custos das empresas são sensivelmente menores. No primeiro mundo, esse mercado já alcançou mais de 10% da população; no Brasil, muitas pessoas já estão adotando essa forma de trabalho para gerar uma renda secundária, sem ter um segundo emprego.

A indústria do bem-estar está ajudando muitas pessoas a ficarem ricas ao redor do mundo; por aqui, está apenas começando, mas já há muitas pessoas ganhando mais do que 10.000 reais por mês, trabalhando a partir da própria casa, sem prejudicar a atividade principal.

A internet e os demais avanços tecnológicos têm sido os fatores determinantes do grande sucesso desses mercados. Os telefones e os computadores domésticos deixaram de ser simples geradores de despesas e passaram a significar uma renda extra bastante interessante.

É importante que, nesse momento, as pessoas reconheçam, com muita clareza, que se estão procurando uma oportunidade, é porque os seus meios próximos não são suficientes. Ou seja, seus parentes e amigos não são políticos poderosos e nem empresários bem sucedidos, e por isso, não podem ajudá-las. Ou talvez, por algum motivo, não estejam dispostos a investir nelas. Além disso, o mercado no qual elas estão inseridas ou para o qual estão preparadas não esteja crescendo a um ritmo maior do que o crescimento da população, e sim, diminuindo (emprego, por exemplo).

É muito comum, ao se depararem com anúncios sobre trabalhos não convencionais, as pessoas desejarem saber ansiosamente sobre “o que é para fazer” em detalhes, e insistem muito nesse ponto. O que elas demoram a perceber é que se “o que é para fazer” fosse o aspecto principal na “geração de renda”, não estariam procurando uma oportunidade. Se alguém procura uma oportunidade é porque o que sabe fazer não está sendo muito valorizado pelo mercado. Pode ser também que estejam receosas de tratar-se de algo ilegal ou de valor insignificante, apenas porque é novidade para elas e para o seu círculo de familiares e amigos.

Nos novos tempos, o mais importante é estar sempre com a mente aberta para aprender algo novo, honesto e rentável, e posicionar-se de imediato de forma a aproveitar os maiores benefícios que as oportunidades oferecem principalmente para os pioneiros.

Aproveite para conhecer uma oportunidade que se enquadra no artigo que você acabou de ler. http://www.boarenda.net

Anúncios

Sobre Celso Silva

Meu nome é Celso Silva; nasci no Rio de Janeiro, em 24 de fevereiro de 1950. Aos 17 anos ingressei na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas, São Paulo, e após 3 anos, fui para a Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende, Rio de Janeiro, formando-me em dezembro de 1973. Segui a carreira militar, passando para a reserva como coronel.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s