Melhore seu casamento

Poucos problemas são “culpa” de um só. Quando você tenta melhorar e procura o melhor no outro, a mágica acontece. Você se sente mais otimista. Seu par fica mais feliz porque está sendo elogiado. E vocês dois se sentem motivados a mudar para que ambos fiquem mais felizes. Então, mude você.

1 – Honre sua própria natureza imperfeita. Não culpamos apenas nossos parceiros; às vezes nosculpamos por tudo que está desequilibrado no relacionamento. Aceitar culpas demais é paralisante. Você é humano. Seu coração é bom. Pense nas qualidades que considera importantes, diga a si mesmo que as tem e fundamente isso com um exemplo do mundo real, como “Sou honesto – digo a ela o que realmente penso”.

Make your own banner at MyBannerMaker.com

2 – Torne-se uma pessoa feliz, saudável e cheia de energia. O conselho mais clássico dos especialistas aos solteiros procurando a cara-metade? Seja “aquele alguém” para que você atraia “aquele alguém”. O mesmo acontece no casamento. Quanto mais feliz você for, mais feliz seu casamento será – e mais fácil administrar as divergências. Se 15 minutos de ioga pela manhã, uma caminhada, um novo hobbyou um novo corte de cabelo renovarem sua vitalidade, os bons sentimentos vão se estender a momentos compartilhados mais felizes.

3 – Nunca subestime o poder do cuidado com a aparência. Antes você penteava o cabelo e escolhia a camisola mais sexy. Agora você usa um moletom comprado em 1998 ou uma camiseta com o Pateta, tamanho GGG. Evidentemente, é hora de dar uma levantada no visual – mas não exagere. Não é preciso usar batom ou loção pós-barba no café-da-manhã de sábado, mas penteie o cabelo, escove os dentes e use um roupão que não tenha furos. Sentir-se bem consigo mesmo dá um brilho especial aos olhos – você vai ficar mais propenso ao olho no olho, que passa a centelha para o seu par, e já sabe o que fazer depois!

Anúncios

Sobre Celso Silva

Meu nome é Celso Silva; nasci no Rio de Janeiro, em 24 de fevereiro de 1950. Aos 17 anos ingressei na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas, São Paulo, e após 3 anos, fui para a Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende, Rio de Janeiro, formando-me em dezembro de 1973. Segui a carreira militar, passando para a reserva como coronel.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s