Enem está chegando. 10 dicas importantes

Faltam 10 semanas para o ENEM. Aqui estão 10 ações básicas que devem ser feitas por todos os candidatos

Os 5,4 milhões de inscritos para o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) têm exatamente mais 10 semanas para se preparar até a data de aplicação das provas, nos dias 22 e 23 de outubro. Para marcar a contagem regressiva, o iG lista 10 ações que devem ser observados por todos os candidato até lá.

1 – Simulados
A melhor forma de conhecer o exame, testar suas chances e organizar os estudos é fazer as provas dos anos anteriores. Com elas, o candidato se habitua com a linguagem usada nos enunciados e alternativas e ao mesmo tempo descobre se os conhecimentos que têm sobre determinados conteúdos são suficientes para responder corretamente. Nos links abaixo os exames para baixar:
Prova não aplicada em 2009 – 1º dia,  2º dia
Enem 2009 – 1º dia2º dia
Enem 2010 – 1º dia2º dia
Enem 2010 substituto – 1º dia2º dia

2 – Respostas comentadas
Ao procurar as respostas corretas para as questões, o candidato deve aproveitar para aprender o que não sabia, entender porque aquela alternativa é a correta e estudar um pouco mais. Em vez de conferir apenas o gabarito, procure uma correção comentada, como a feita no ano passado pelo iG.

Lápis e borracha estão proibidos pelas regras

3 – Regras e conteúdos
edital do Enem com todas as obrigações e materiais que podem ser levado no dia está disponível. Além de explicar as regras do exame, ele contém a Matriz de Referência usada desde 2009, com todos os conteúdos que podem ser cobrados na prova. O documento com 26 páginas ajuda o candidato a evitar estudo de conteúdos que, embora possam ser relativos ao ensino médio, não serão tema de perguntas.

4 – Exemplos de aplicação das competências
Em alguns casos, é difícil imaginar o contexto em que determinados conteúdos podem ser exigidos em questões de múltipla escolha. O colunista do iG Mateus Prado tem dedicado as últimas semanas a dar exemplos práticos e explicar como cada uma das habilidades requeridas é cobrada na prova.

5 – Enfrentar o que não sabe
Ao contrário de vestibulares com uma segunda fase em que os conhecimentos mais voltados à carreira pretendida terão maior valor na última etapa, o Enem é uma prova única e genérica. Portanto, em vez de se aprofundar na área que tem mais afinidade, o candidato tem maior possibilidade de melhorar sua nota se tiver algum conhecimento em todas as áreas. Além disso, as questões não costumam exigir profundidade e fórmulas complicadas e simples aproximações com alguns temas podem ser suficientes para encontrar as alternativas corretas em determinadas perguntas. Os candidatos devem encarar o desafio de aprender pelo menos um pouco dos conteúdos de que nunca ouviu falar.

Polêmicas nacionais como a liberação de manifestações a favor da maconha podem aparecer em enunciados ou como tema da redação

6 – Reforço de conteúdos 
O candidato deve concentrar esforços em conteúdos com dificuldade e evitar repassar o material que já aprendeu e talvez seja o mais prazeroso de rever. Isso vale na hora de escolher os pontos a revisar, uma classe de cursinho a frequentar e material para leitura e pesquisa.

7 – Revisar as atualidades 
Acompanhar notícias principalmente relacionadas com meio ambiente e situações sociais ajuda a melhorar a análise critica e a interpretar o exame. Não se trata de ler todas as notícias ou decorar dados, mas não ser pego de surpresa por assuntos que já foram tema do noticiário. Veja dicas de especialistas aqui.

8 – Fazer redações como teste  
Simular textos ajuda a treinar a argumentação e a exercitar a escrita à mão sem a ajuda do corretor ortográfico e gramatical que os programas de computador oferecem. Os candidatos devem tentar antecipar os temas, que normalmente são relacionados a dilemas éticos que foram assunto de editoriais e artigos de opinião antes.

 

9 – Visitar o local antes

Todos os anos, candidatos – que muitas vezes tomaram todas as outras providências – perdem o exame por não saber exatamente onde fica o local da prova, como chegar até lá e quanto tempo gastarão no caminho. A visita antecipada ao local ajuda também a prever a margem de erro de tempo por conta de falhas nos meios de transporte e evita o desgaste de chegar várias horas antes e iniciar a prova estressado por ficar mal acomodado do lado de fora de alguma escola.

10 – Resistência
O Enem é considerado uma prova de resistência. As questões, embora consideradas mais fáceis que os vestibulares do ponto de vista dos conteúdos, têm enunciados longo e os dois dias de provas são consecutivos. Exercícios físicos ajudam nos meses anteriores ajudam o corpo e a cabeça a aguentar. Treinar responder maratonas de perguntas com antecedência também pode ser uma estratégia, mas que deve ser evitada na semana que antecede ao teste, para não cansar antes da hora.

Anúncios

Sobre Celso Silva

Meu nome é Celso Silva; nasci no Rio de Janeiro, em 24 de fevereiro de 1950. Aos 17 anos ingressei na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas, São Paulo, e após 3 anos, fui para a Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende, Rio de Janeiro, formando-me em dezembro de 1973. Segui a carreira militar, passando para a reserva como coronel.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s