Lições do Fracasso

Make your own banner at MyBannerMaker.com

Michael Jordan não fez parte da equipe de basquete no ensino médio porque o treinador não o considerava suficientemente bom para o jogo.

Cafu, o capitão da seleção brasileira penta campeã mundial, ídolo em times como Palmeiras, S.Paulo, Milan e Roma foi reprovado onze vezes nos testes para jogador de futebol.

O ator Robin Willians foi eleito pelos colegas da escola como o garoto com menos possibilidades de triunfar na vida.

O fracasso sempre vai depender da ótica com que o vemos. Em muitíssimos casos, os alunos menos populares e até os considerados “patinhos feios” são os que mais fazem sucesso.

Parece aquela história do circo onde o grande levantador foi ovacionado pela platéia ao levantar o peso e quando todo mundo foi embora o palhaço recolheu o peso com a facilidade de uma criança. O peso não era de verdade.

Assim, muito do que se convenciona como fracasso parece pesado, difícil de levantar, mas não é verdade. E quando são pesados, isto é, aparecem as dificuldades, estas são vencidas com atitude.

O pódio é realmente para poucos porque são poucos os que acreditam.

E quem faz meio-certo faz meio-errado. Neste caso, a vitória só vem para quem tem foco, motivação, vontade, determinação e dá seqüência em pequenos gestos de atitude, bom-humor e atendimento que se transformam em grandes resultados.

Você não pode motivar uma equipe somente enaltecendo as qualidades da concorrência.
Você não pode motivar uma equipe criando uma imagem de que ela é invencível.

Mas você pode motivar uma equipe mostrando que o sucesso está no foco e na perspectiva que vai construir, isto é, a meta.

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Gilclér Regina – http://www.ceag.com.br/

Anúncios

Sobre Celso Silva

Meu nome é Celso Silva; nasci no Rio de Janeiro, em 24 de fevereiro de 1950. Aos 17 anos ingressei na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas, São Paulo, e após 3 anos, fui para a Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende, Rio de Janeiro, formando-me em dezembro de 1973. Segui a carreira militar, passando para a reserva como coronel.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s