Vocês estão preparados financeiramente para o casamento? Saibam como planejar.

Make your own banner at MyBannerMaker.com

Namorar é uma das coisas mais gostosas do mundo, principalmente quando você e seu parceiro começam a planejar o futuro juntos. Em geral, os projetos começam pelo lugar onde o casal vai morar: aluguel ou compra de um imóvel são algumas questões. Conquistar esse objetivo exige um minucioso planejamento financeiro, afinal, ninguém quer começar a nova fase na vida com dívidas. Para evitar que esse sonho transforme-se em pesadelo, o ideal é ter objetivos claros e precisos.

Segundo a administradora e gerente de qualidade da Easynvest, Miriam Macari, o primeiro passo é planejar-se, fazer contas cortar gastosdesnecessários – muitos ainda ligados a tranquila e descompromissada vida de solteiro. A partir daí, surge a necessidade de guardar dinheiro regularmente, ou seja, poupar quantias mensais significativas para os projetos idealizados. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a idade média para as mulheres casarem está em 26 anos, enquanto que a idade média dos homens está em 29 anos. Isso permite que os casais tenham tempo suficiente para economizar e investir antes de selar o compromisso.

Confira sete dicas para que problemas financeiros não atrapalhem seu amor.

1. Ter objetivo: É preciso focar no objetivo – casar sem dívidas – e perseguir com obstinação até completar essa etapa.

2. Listar despesas: É importante conversar com o par e planejar e entender as próprias finanças antes de iniciar planos a dois. A dica é fazer uma lista das diversas despesas que cada um possui e dispor os dados numa planilha. Conhecer como está o próprio orçamento é fundamental nesse processo.

3. Cortar gastos: Use a criatividade para ser feliz, sem gastar muito dinheiro. O casal pode optar por diminuir as festas mais caras e encontrar alternativas de lazer que combinem com o novo projeto. Evite o consumo exagerado com roupas e adereços; controle gastos com viagens ou discipline o uso de combustível. Sobretudo, corte dívidas com o cartão de crédito e cheque especial, evitando o comprometimento da renda com juros altos.

4. Controlar o dia a dia: Todo orçamento tem um determinado padrão de consumo, mas há uma folga que pode ser identificada e poupada. Nos custos diários é sempre possível controlá-los. Exemplos básicos: diminuir gastos com a conta de telefoneinternet, canais pagos, pesquisar preços em supermercados e lojas, buscar promoções e só comprar quando realmente for necessário. Economizar faz parte do compromisso do casal, é quando você trabalha pelo outro e o outro retribui com o mesmo esforço e dedicação.

5. Poupar regularmente e investir: Feita a economia tanto cortando gastos desnecessários como controlando custos rotineiros, vai sobrar dinheiro. É esse montante adicional que deve ser poupado. Para resistir à tentação de gastar, a dica é: sempre que receberem o salário ou as receitas extras, já separem o dinheiro que será destinado para investimentos. Como exemplo, 30% das receitas pode ser o mínimo a ser poupado regularmente. Esse é percentual que instituições financeiras exigem como comprometimento de renda para conceder empréstimos imobiliários.

6. Estudar os investimentos de médio e longo prazo: Nessa fase, os namorados devem redobrar a atenção para escolher os melhores investimentos de médio e longo prazo. Em outras palavras: estudem as alternativas de investimento. A remuneração da tradicional poupança muitas vezes não supera a inflação, por isso é interessante buscar a segurança dos títulos públicos negociados através do Tesouro Direto ou oportunidades rentáveis de longo prazo na Bolsa de Valores. Historicamente, o investimento em ações de companhias brasileiras no longo prazo tem se revelado mais atraente que aplicações em renda fixa.

7. Ter paciência e cumprir o objetivo: É preciso ter paciência para acumular os recursos ao longo do tempo de namoro, ou seja, não resgatar o dinheiro antes de obter os rendimentos e controlar a ansiedade com a flutuação do mercado financeiro. A missão é acumular o volume adequado para realizar o projeto a dois. Cumprida todas essas etapas, resta manter a estabilidade financeira e amar bastante.

Anúncios

Sobre Celso Silva

Meu nome é Celso Silva; nasci no Rio de Janeiro, em 24 de fevereiro de 1950. Aos 17 anos ingressei na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas, São Paulo, e após 3 anos, fui para a Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende, Rio de Janeiro, formando-me em dezembro de 1973. Segui a carreira militar, passando para a reserva como coronel.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s